Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust

Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust

16 de janeiro de 2021 0 Por gardenia shop

livro Em Busca do Tempo Perdido

O livro em busca do tempo perdido é um romance dividido em sete partes do famosos escritor francês Valentin Marcel Proust. A obra foi publicada inicialmente em francês com o título “À la recherche du temps perdu” entre os anos de 1913 a 1927.

A História do livro em busca do tempo perdido

O romance é a história da própria vida de Proust, contada como uma busca alegórica da verdade. É a principal obra de ficção francesa do início do século XX.

Em janeiro de 1909, Proust experimentou a recordação involuntária de uma memória de infância quando provou um bolinho mergulhado no chá. Em julho, ele se retirou do mundo para escrever seu romance, terminando o primeiro rascunho em setembro de 1912.

Parte 1 – No caminho de Swann

O primeiro volume, Du côté de chez Swann (traduzido como “No caminho de Swann“), foi recusado em várias ocasiões, mas finalmente foi publicado às custas do autor em novembro de 1913. Proust, nessa época, tinha em mente a publicação de apenas mais duas partes do romance.

Durante os anos de guerra, ele revisou o restante de seu romance, enriquecendo e aprofundando seu sentimento, textura e construção, realçando os elementos realistas e satíricos e triplicando sua extensão. Ao fazer isso, ele o transformou em uma das realizações mais profundas da imaginação humana.

Parte 2 – À sombra das moças em flor

Em junho de 1919, À l’ombre des jeunes filles en fleurs (traduzido em português como “À sombra das moças em flor“) apareceu simultaneamente com uma reimpressão de Swann. Ainda em dezembro de 1919 À l’ombre recebeu o Prêmio Prix ​​Goncourt na França e Proust de repente tornou-se mundialmente famoso.

Parte 3 – O caminho de Guermantes

Em 1920 Proust fez a revisão da terceira parte de seu romance, Le Côté de Guermantes (traduzido como “O Caminho de Guermantes“) foi publicado e em pouco tempo já era aclamado pela crítica.

Parte 4 – Sodoma e Gomorra

Já em 1921, a quarta parte fica pronta e é revisada pessoalmente por Proust que acaba adicionando algumas linhas ao volume, Sodome et Gomorrhe (traduzido como “Sodoma e Gomorra“) foi publicado em 1921.

Parte 5 – A Prisioneira

As últimas três partes do livro Em busca do tempo Perdido foram publicadas postumamente em um estágio avançado, La Prisonnière (traduzido como “A Prisioneira“) foi publicado somente em 1923.

Parte 6 – A Fugitiva

A sexta parte La Fugitive (traduzido como “A Fugitiva“) foi publicada em 1925.

Parte 7 – O Tempo recuperado

Já a última parte do romance, Le Temps retrouvé (traduzido como “O tempo recuperado“) foi finalmente publicada em 1927.

O Romance

O romance começa com as memórias do narrador de meia-idade sobre sua infância feliz. O narrador conta a história de sua vida, apresentando ao longo do caminho uma série de personagens memoráveis, entre eles:

  • Charles Swann, que forma uma aliança tempestuosa com a prostituta Odette;
  • A filha deles, Gilberte Swann, por quem o jovem Marcel se apaixona;
  • A família aristocrática Guermantes, incluindo o dissoluto Barão de Charlus e seu sobrinho Robert de Saint-Loup;
  • e Albertine, por quem Marcel tem uma ligação apaixonada.

O mundo de Marcel se expande para abranger tanto os cultos como os corruptos, é aí que ele vê toda a extensão da tolice e miséria humanas.

Em seu ponto mais baixo, ele sente que o tempo está perdido; a beleza e o significado desapareceram de tudo que ele sempre buscou e conquistou; e ele renuncia ao livro que sempre desejou escrever.

Em uma recepção após a guerra, o narrador percebe, por meio de uma série de incidentes de memória inconsciente, que toda a beleza que experimentou no passado está eternamente viva.

O tempo é recuperado e ele começa a trabalhar, correndo contra a morte, para escrever o próprio romance que o leitor acabou de viver. Em sua busca pelo tempo perdido, ele nada inventou, mas alterou tudo, selecionando, fundindo e transmutando os fatos para que sua unidade subjacente e significado universal fossem revelados.

É por essas e outras que o livro Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust é uma obra prima da literatura Francesa!