Quais os principais fatores que nos fazem ganhar peso com o avanço da idade?

A culpa nem sempre é do nosso metabolismo

Com o avanço da nossa idade, o nosso corpo vai mudando. Se antes perdíamos peso com mais facilidade, a tendência é o oposto quando ficamos mais velhos.

E por muito tempo se acreditava que o principal “vilão” para esse ganho de peso era o nosso metabolismo, e a “solução” para isso era melhorar o metabolismo lento com uma dieta ideal e com práticas de exercícios físicos.

Isso acontece porque nosso corpo está programado para sobreviver, e diminuir o nosso metabolismo garante uma reserva de energia (gordura) que pode ser utilizada em caso de necessidade.

Porém, atualmente, ter um metabolismo mais lento, aliado ao estilo de vida dos dias atuais, nos faz mais obesos e propensos a doenças do que antigamente. Abaixo, confira os principais fatores que nos fazem ganhar peso com o avanço da idade, e que podem estar ligados ao estilo de vida:

  • Uso continuo de medicamentos: Ao envelhecer, é comum que algumas dores apareçam e que outras dores se tornem crônicas. Com isso, procuramos remédios que possam aliviar ou curar essas dores. O problema é que, o ganho de peso é um efeito colateral extremamente comum. Além disso, os medicamentos à base de corticoides, esteroides, com insulina e alguns antipsicóticos são os principais medicamentos que ajudam a ganhar peso. Para melhorar essa questão, converse com seu médico e procure uma alternativa para alguns remédios.
  • Insônia: Também é comum dormimos menos conforme ficamos mais velhos, e a insônia é inimiga da nossa saúde. Existem diversos estudos que apontam a importância do sono para o nosso corpo e para a nossa saúde, e ainda há estudos conectando a falta de sono à obesidade. A solução é simples, basta dormirmos mais. Porém, como combater a insônia pode não ser tão simples, o ideal é que procurar um médico que possa te ajudar com isso e evitar hábitos que piorem a insônia e que podem facilitar ainda mais o ganho de peso.
  • Assistir TV em excesso: Por ser uma fonte de entretenimento mais fácil, mais confortável, e às vezes mais barata, é muito comum darmos preferência à TV do que ao sair e fazer alguma atividade ao ar livre. Mas assistir TV é uma atividade que, goste ou não, nos torna mais sedentários. Diversas pesquisas mostram como preferimos comer comidas mais gordurosas quando assistimos TV, ou como o nosso habito alimentar muda negativamente quando estamos assistindo TV. A solução também é simples, basta limitarmos as nossas horas na frente da tela, e optar por lanches mais saudáveis e menos industrializados.
  • O Stress: Um dos grandes males da nossa atualidade, o stress só tende a aumentar conforme nós vamos ficando mais velhos. E uma das maneiras mais comuns de escapar do stress é comer mais do que realmente precisamos. Em especial, os alimentos ricos em açúcares e ricos em carboidratos refinados. Aqui, a solução não é tão simples, tendo em vista que eliminar nossas fontes de stress e os hábitos alimentares ruins são bem complicados. Porém, para se ter saúde, vale a pena.

Como podemos ver, os três principais fatores que colaboram com o ganho de peso conforme vamos engordamos, envolvem o nosso estilo de vida e alguns hábitos profundamente enraizados. Nem sempre é fácil mudar, porém quando assunto é saúde, tanto física como mental, toda mudança de habito vale a pena.

Lembre-se apenas de consultar seu médico de confiança antes de resolver fazer qualquer mudança em seu estilo de vida!

A Gardenia Shop pode te ajudar durante esse momento

Na nossa loja online, você pode encontrar diversos itens esportivos, como tênis, e roupas esportivas.

Além de produtos que te ajudam a manter sua boa forma e saúde, a Gardenia Shop também te ajuda com as suas outras necessidades. São óculos escuros com proteção UVB e UVA, perfumes e fragrâncias para te fazer se sentir bem, livros para expandir seus conhecimentos, entre outros produtos!

Conheça a nossa loja!

Com informações de: G1.

Publicado por Alice Falson

Colunista do blog da Gardenia Shop, Alice é formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *